Pesquisar no blog

quarta-feira, 2 de março de 2016

ESTAR NO TEMPLO


O Templo é local exclusivo para fazer e cumprir ritual de forma impecável.  É local sagrado !  É o espaço tridimensional físico mais sagrado que possuímos.  O Templo é o local onde nos sentimos em união com o alto.  É o lugar onde Deus deve ser honrado, adorado, louvado e servido. 
Adentrar ao Templo significa que se está penetrando o local mais oculto de si mesmo: representação viva do que cada um é.
O ser esclarecido e espiritualizado entra no Templo consciente de que está caminhando dentro de si mesmo. Local onde busca por virtudes, valores e mudanças em todas as dimensões.
Estar no Templo, é estar conectado com o alto, é estar em sintonia com Deus (Olódùmarè) e consigo mesmo.  Olhos fechados, corpo sereno, mente acalmada, esvaziamento.  As portas do coração estão abertas para ouvir aquele que fala no silêncio: Deus (Olódùmarè).
O Templo é o espaço preparado para que a conexão com o alto seja possível, mas para que isso aconteça, é preciso que o ambiente esteja harmonioso, organizado, limpo e o silêncio é primordial.  É preciso que o respeito se faça presente, que a conscientização do que realmente significa estar num templo seja plena.  É estar em busca da elevação espiritual, se conectando, se entregando, se purificando e se fortalecendo.
O Templo funciona como uma antena catalisadora, por isso tem maior concentração de energias, e por esse motivo fica muito mais fácil a conexão com o alto.  Esta energia concentrada dentro do Templo, funciona como uma teia, onde somos peças fundamentais para o bom funcionamento.  Se um de nós se desestabiliza e balança , toda a estrutura balança junto.  Por isso, precisamos vigiar para que possamos afastar imediatamente o foco da desarmonia.  Precisamos zelar pelo equilíbrio e harmonia dessa energia, manipulada no nosso Templo. 
Precisamos ter a consciência do que buscamos e do que queremos.  Quando escolhemos fazer parte de um Templo, significa que estamos conscientes de que faremos parte de uma egrégora energética em que cada um é responsável pelas suas próprias escolhas e que arca com suas conseqüências.
A freqüência ao Templo nos dá uma perspectiva mais clara e um senso de propósito, além de nos sentirmos em paz e perto de Deus quando estamos lá.
Por vezes, nossa mente está tão atormentada por problemas e há tantas coisas que demandam nossa atenção ao mesmo tempo, que simplesmente não conseguimos pensar nem ver com clareza. No Templo, a poeira das distrações parece assentar-se, a neblina e as sombras parecem dissipar-se e conseguimos ver coisas que antes não conseguíamos e achar saídas até então desconhecidas para nossos problemas.
Entrar no Templo é entrar no lugar mais sagrado do Universo. 
Devemos o devido respeito e importância. Cada um entra no local sagrado exatamente da forma em que se dá importância.
O Templo deve ser respeitado!  É inaceitável um comportamento inadequado dentro do Templo que representa a união do Homem com o Universo.



Bibliografia:

Adaptado por Erelu Iya Osún Funké, Iyanifá Fun Mi Lolá

- Vários sites sobre o assunto
- GOSWAMI, Amit, O Universo Autoconsciente, como a Consciência Cria o Mundo Material, tradução: Ruy Jungmann.



Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Contato : E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                 Brasil (21) 9971-33777
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário