Pesquisar no blog

domingo, 23 de setembro de 2018


O Espelho


Imagem relacionada

O espelho aparece em vários mitos e reflete um sentido claramente universal porque tem um enorme valor para o auto conhecimento e para o estudo científico.  Ele é um símbolo da consciência.  Consciência entendida não apenas como auto-imagem social ou profissional, mas, sobretudo como identidade psíquica profunda, a verdadeira face sob as máscara do ego, o reflexo interior.  Platão o comparava à alma.
O Espelho se tornou um valioso símbolo de transformação, um duplo instrumento para o conhecimento da imagem  de Deus e para o conhecimento do Homem sobre o universo.
o Espelho é símbolo do auto-conhecimento místico, onde a imagem e semelhança do Homem e Deus se refletem, e também aparece como ilusão, como confidente da beleza ilusória, como um reflexo invertido da realidade.
O símbolo da verdade é, ao mesmo tempo, signo da falsidade e da ilusão. E certamente foi este caráter contraditório que criou ‘O fascínio dos Espelhos’.
Pelo fato de não emanarem luz própria, mas de refleti-la, os espelhos foram associados à Lua durante toda Antiguidade. Desta forma relacionam o Espelho ao feminino e à sua beleza. O simbolismo lunar do Espelho, no entanto, não se limita às mulheres, ele encontra lugar também entre os feiticeiros e mágicos, que utilizavam as superfícies espelhadas para entrar em transe.
Possivelmente, a tradição de utilização mágica do espelho tenha tido sua origem no fato de ele ter sido usado na astronomia/astrologia  para determinar o movimento das estrelas no céu.  O tema do Espelho é uma unanimidade entre os místicos.  
Mas o Espelho também é uma poderosa arma, utilizada para atear fogo, que é gerado à distância através de raios luminosos. 
O espelho é uma arma capaz de fazer com que o outro se reconheça, fazendo assim, com que o adversário tome consciência de si e de suas projeções. O mal reconhecendo a si mesmo, perde toda a sua eficácia e sucumbe a sua própria consciência.
O Espelho passou a ser comparado com o próprio inconsciente.
A reflexão sobre o espelho sempre será um questionamento do ego sobre si mesmo. Mas o espelho nunca discorda, ao contrário, seu silêncio é eternamente cúmplice das comparações.
Interessante é observar que este ‘mergulho no inconsciente’ sempre parece nos mostrar os limites da realidade virtual e a vida cotidiana.  É uma fuga do ego para a fantasia e seu invariável retorno. 
Os espelhos representam a realidade simbólica, a imagem semelhante, cuja a ambivalência expressa sempre uma verdade absoluta ou uma ilusão passageira, beleza superficial e profunda sabedoria, arma e remédio, alienação social e reintegração psíquica, etc ...
Quando vemos no Espelho a imagem da alma coletiva, ou quando encontramos nele um símbolo da cultura e da linguagem, podemos comparar seus reflexos aos arquétipos, pois seus reflexos (fantasmas) sempre mostram a imagem ilusória.
O Espelho representa a consciência de que as identidades refletidas são passageiras e parciais. O Espelho é um convite à eternidade, como, aliás, sugerem as muitas lendas que o associam à longevidade e à manutenção da beleza por meios sobrenaturais.
Poderíamos dizer, utilizando os pensamentos de Platão, que todos os homens se libertaram do seu espelho, e que agora desprezam as imagens fantasmagóricas a que estavam acostumados. Neste novo contexto, as sombras tornaram-se símbolos do inconsciente - a que os ‘homens racionais’ negam, mas que voltam em seus sonhos e nas reflexões involuntárias de sua imaginação.
No Espelho, encontramos a interseção de duas formas de viver e de pensar o tempo: o transcorrer gradativo do acontecimento registrado pela memória e o eterno presente do mundo virtualizado das idéias.   Ou seja,  “a memória das coisas dos homens e a memória das coisas de Deus”.



Trabalho por :  

Obàaláse Oluwo Willer Almeida 
Erelú Iyá Òsún Fatima Gilvaz


Pesquisa :
- Revista Planeta Especial - Os Orixás - Ed. três  1982.
- Vários Sites sobre o assunto.

Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Visite os Blog's :  ifaorisaefunlase.blogspot.com
                               mestreraiodesol.blogspot.com
                               ifismo.blogspot.com.br

Contato : Brasil (21) 99713-3777  (WhatsApp)
                            (21) 99958-7230  (WhatsApp)

                 E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                               0021 1 786 303-0674  (WhatsApp)



sábado, 18 de agosto de 2018


Amor

Imagem relacionada

Ahh !  O Amor ! 

Sentimento que nos faz vivos.
Que preenche o mais profundo de nossas entranhas.
Ele não avisa quando e como vai chegar, simplesmente chega e toma conta em sua plenitude.

Amor é compartilhar, andar lado a lado, é cuidar, amparar, consolar, saber ouvir.
Tem amor de mãe e filho que Deus escolhe, e tem o amor que mãe e filho escolheu;  tem o amor homem e mulher, de irmãos, de família..., tem o amor de Deus.

Tem o Amor do alto, que é o Amor Universal, esse, nada nem ninguém tira de nós, e quanto mais ele cresce, mais luz e plenitude ele trás.

Amor não pode ter interferências nem omissões, precisa ter confiança e se alimenta da verdade, da cumplicidade e do respeito.
Quando se alcança o Amor, ele entra e se apossa da alma, completando a vida.

O Amor incondicional não tem interesses, nem chantagens; o amor verdadeiro é saudável, sem manipulações; ele faz crescer e viver, faz olhar o mundo e ir em frente.

O Amor puro, dá coragem, capacita e prepara para a vida.
Amor não é posse; é liberdade, é compartilhamento.

Amor, sentimento Divino, verdadeiro, limpo, e pleno.

Ahh !!!  O Amor !



Miami, 17 de agosto de 2108.
Erelú Iya Osun
(Fatima Gilvaz)

sábado, 11 de agosto de 2018


AYAHUASCA

Resultado de imagem para ayahuasca

Para quem nunca ouviu falar, a ayahuasca está presente há milênios na cultura de alguns povos indígenas nativos da região amazônica e em várias regiões do Brasil,  no Peru, Colômbia, México e outros.

É uma bebida produzida a partir da combinação de duas plantas, que são as folhas da chacrona (rainha) e  o cipó jagube (mariri), que contém dimetiltripmina,  que ao ser tomada, produz um efeito psicoativo.

O chá é classificado como um Enteógeno, gerador de movimento divino, expansão da consciência (Gordon Worson - Etno Botânico). Ocorre uma ampliação da percepção e da capacidade de auto análise, possibilitando acessar níveis psíquicos subconscientes.   Algo semelhante a uma meditação profunda.

Existem pesquisas sérias dando conta dos aspectos biomédicos da ayahuasca e seu potencial de uso terapêutico antidepressivo e ansiolítico, assim como seu baixo risco à saúde física.

Conhecida como vinho da alma, sendo uma bebida que ajuda a abrir a terceira visão, a fazer o auto conhecimento,  a expansão da consciência e receber conselhos da espiritualidade. Considerada uma bebida sagrada e divina ajuda a acender a luz interior.

A bebida causa várias reações como enjoo, dor de cabeça, tontura, sede, fome mais vale ressaltar que isso não é uma regra pois há quem faz uso da bebida e não tem efeito colateral.

Antes de um ritual deve-se, dias antes entrar em contato com espiritualidade, silenciar a mente e o coração, se entregar com confiança e fé para alcançar os objetivos que deseja trazer para sua vida, pedir a permissão para ser beneficiado através do auxílio do chá que permite fazer uma viagem para outras dimensões, entrar em contato com seres de luz, fazendo o auto conhecimento.

Em rituais de cura, trás grandes benefícios para vários tipos de tratamentos, onde muitos conseguem alcançar a cura se entregando ao poder da bebida sagrada.  Importante esclarecer que a cura não é somente do corpo físico mas também da alma.  Há vários casos concretos de cura de doenças físicas, dependências químicas e alcoolismo. 

Existem algumas restrições para tomar ayahuasca como quem faz uso de determinados medicamentos controlados, mas deve ser analisado minuciosamente.  Para cada um existe um caminho onde muitos identificam seu lugar certo para acender a luz, encontrar e manipular a energia necessária para a caminhada que requer muita resignação, força e coragem. 

A força da ayahuasca traz revelações, visões, coragem, confiança, paciência, paz, alegria, entendimento, amparo, saúde, enfim são vários os aprendizados que podemos citar que vem destas plantas abençoadas.

A Bebida é usada com a finalidade de expandir a consciência em busca do plano astral e o contato com o CRIADOR e seus mensageiros. A todos que a bebem revela sua verdadeira identidade, despertando virtudes adormecidas, o compromisso de cada um consigo mesmo, com Deus, com a natureza e com os seus semelhantes. Através da expansão da consciência pela Força e Luz Divina da Ayahuasca, eleva-se o espírito a dimensões inimagináveis.

A Ayahuasca vem servindo ao propósito de milhares de pessoas que buscam a transformação através do divino e pelo divino, ascendendo a degraus mais evoluídos de entendimento, compreensão, aceitação e prática do bem.

Estabelece uma conexão em sintonia fina e clara do homem com o CRIADOR. Dentro da Força e da Luz Divina da Ayahuasca, as pessoas chegam a TER O PODER de ser mensageiras de fé, amor, incentivo e esperança a todos os seus semelhantes. Além disso, podem transformar e melhorar a si próprias e auxiliar o próximo a se transformar e a se melhorar, como consequência do despertar da consciência de que somos fonte fecunda de luz por trazermos em nossa essência a centelha divina.

Há milênios, Ayahuasca vem trazendo a libertação do espírito para milhares de povos.
O espírito que procura se encontrar com esta Luz e Força Divina, para receber os ensinos e os encantos da Divina Natureza, pode caminhar tranqüilo no mundo espiritual, lugar de onde viemos e um dia retornaremos para toda eternidade ao encontro do nosso Pai Celestial.

O espírito que confia e procura se sintonizar com os ensinos de DEUS e seus Mestres ascencionados, atuando como mensageiro de Luz, encontra um caminho maravilhoso de pura energia iluminada para sua evolução espiritual, afastando-se das superstições e do medo que o acorrentam à predestinação dogmática criada e mantida pelo véu da ilusão.


Trabalho de pesquisa por :

Obàaláse Oluwo Willer Almeida

Erelú Iyá Òsún Fatima Gilvaz



- Pesquisa aos autores:

Felipe Bandeira - Psicoterapeuta
Wilson Gonzaga - Psiquiatra



- Vários sites sobre o assunto


Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Visite os Blog's :  ifaorisaefunlase.blogspot.com
                               mestreraiodesol.blogspot.com
                               ifismo.blogspot.com.br

Contato : Brasil (21) 99713-3777  (WhatsApp)
                            (21) 99958-7230  (WhatsApp)

                 E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                           0021 1 786 303-0674  (WhatsApp)


quinta-feira, 9 de agosto de 2018


Ser Iniciado

Resultado de imagem para autoconhecimento


Se iniciar, permite que se tenha acesso a novas experiências e novos conhecimentos.

A iniciação nos abre o canal para estarmos em contato com as Forças da Natureza, e com nós mesmos.  É o compromisso que escolhemos ter com o Divino.

Estar iniciado, não é o suficiente para ser um seguidor do Orisá, é preciso muito mais.  Como o nome diz, iniciação, é o inicio.  Inicio de muito estudo, dedicação, envolvimento, comprometimento, prática do culto, querer, e acima de tudo, muito amor ao Orisá.  Tudo isso, leva ao conhecimento e ao exercício de um Culto, onde se tem a oportunidade de se conhecer, conhecer os medos, os erros, os negativos e os positivos e transformar tudo isso em somatório positivo para sua caminhada nessa terra.

Sem esforço e sem entrega e perseverança, não se vai a lugar algum.  A iniciação é o Ritual de passagem do Mundano para o Divino, onde existem regras a serem seguidas, existem comportamentos que precisam ser mudados, existem atitudes que precisam ser repensadas, tudo isso para que o visgo do passado, da vida mundana, seja limpo para a preparação com o encontro divino.  

O iniciado não pode ter dúvidas, não pode ter medos absurdos, porque é o medo que cria monstros e sombras que impedem o equilíbrio, o auto conhecimento e a evolução.
O iniciado precisa saber ouvir, aprender os ensinamentos, aprender a seguir regras e acima de tudo, precisa saber calar-se.  Isso é a sabedoria Divina.

O iniciado que se permite conhecer o mundo Divino, com certeza aprende a conhecer-se, a dominar-se, a moldar o que precisa. Conhece a força da Natureza emanada do alto, percebe que não está sozinho, que existem energias tão maiores, tão sublimes e capazes de proporcionar a paz e o preenchimento, nunca antes conhecido. 

Ser iniciado é sentir que é amado, simplesmente pelo privilégio de existir.  É estar comprometido com sí mesmo em busca de um futuro que só depende do que se está plantando no presente.  É saber que se tem escolhas e que é preciso arcar com as conseqüências delas.  É saber que é preciso olhar para o lado.  É preciso respeitar o espaço do outro e principalmente, respeitar o amor e a dedicação que o outro se dispõe a dar.

O Sacerdote é o veículo que abre todos os canais possíveis com o Divino, por isso deve-se todo respeito e reverência a ele.  É o Sacerdote que recebe os ensinamentos de como manipular todas as forças do alto para que o iniciado consiga chegar até o Divino.  É ele, o conhecedor dos caminhos para o alto conhecimento, para se chegar a plenitude do ser.

É através do Sacerdote, que as Energias da Natureza, os Orisá, o Alto, o Divino, conseguem chegar até o nosso plano e se manifestarem para o bem da humanidade.  Ele é o escolhido pelo Alto para guiar quem realmente deseja conhecer a magia e a beleza do Divino.

Erelu Iya Osun  (Fatima Gilvaz)

Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Visite os Blog's :  ifaorisaefunlase.blogspot.com
                               mestreraiodesol.blogspot.com
                               ifismo.blogspot.com.br

Contato : Brasil (21) 99713-3777  (WhatsApp)
                            (21) 99958-7230  (WhatsApp)

                 E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                           0021 1 786 303-0674  (WhatsApp)






segunda-feira, 23 de julho de 2018


Plantas de Poder
Resultado de imagem para plantas de poder
O uso de Plantas Sagradas vem fazendo parte da experiência humana há milênios.
As Plantas de Poder só trazem resultados benéficos, se utilizadas dentro de um fundamento espiritual,  consagradas em rituais e preparadas de forma correta.
As Plantas de Poder são ingeridas em rituais. Obedecem a preceitos mágico-religiosos e proporcionam cura, auto conhecimento e expansão da consciência.  As Plantas de Poder aumentam a percepção, a acuidade visual e auditiva, e transportam o praticante para outras camadas vibracionais ou dimensões.  Através delas, nos religamos com o Sagrado e com a fonte criativa de tudo o que nos acontece.

As plantas psicoativas têm sido utilizadas há cinqüenta mil anos pela humanidade, em diferentes culturas e épocas.  Há sinais de sua utilização em muitas escrituras sagradas.

São chamadas por vários nomes: Plantas de poder, Plantas Sagradas, Plantas professoras, entre outras, dependendo da cultura e direcionamento religioso em que é usada.
Uma opção adotada tem sido enteógeno, originário do grego antigo, com o significado de “Deus dentro” ou “o que leva o divino para dentro de si”.

O uso ritualístico de Plantas de Poder, proporciona, sem dúvida, uma experiência místico-religiosa de beleza incomparável, proporcionando o êxtase, o nirvana, o encontro com o Eu Superior, o transe. 
É aberto um canal de conexão com o Divino, onde a Planta é o facilitador para que esse canal seja limpo e direto.  Dessa forma, em rituais direcionados para esse objetivo, temos como acessar o alto, nos conectarmos com o Divino de forma individual e singular.  Cada um de nós, temos uma forma diferenciada de conexão, na medida em que cada um precisa e é capaz de suportar.   Cada um tem suas deficiências e dificuldades, e esse canal aberto, pela planta, faz com esse entendimento chegue até nós de forma que conseguimos entender e enxergar as causas, as conseqüências e o caminho que precisamos percorrer para nos refazermos de forma que a vida seja mais agradável.   Tudo isso, precisa ser orientado e direcionado por uma pessoa capacitada para tal, um Sacerdote, conhecedor dessa prática e de todos os caminhos indicados e oferecidos pela Planta, dentro de um ritual voltado para a elevação espiritual e o auto conhecimento.
Há momentos, em que as visões podem se tornar negativas, e isso está associado aos efeitos purgativos da bebida enteógena indutora da “miração” (Miração, é o estado visionário, estado de contemplação que a bebida produz).
Reconhecido o negativo, é a hora da consciência tomar a frente.  Nessa hora, se não tivermos a verdade para apresentar, o monstro elemental por nós mesmos criado, nos devora.  O Poder nos cobra sempre a transformação para podermos continuar no caminho. Pois sem a verdade do ser, o caminho se torna perigoso e implacável.
Todo esse conhecimento de nós mesmos, não é de fácil entendimento, é preciso estar preparado, forte e ter muita coragem para receber o ensinamento, para receber as mensagens e entender que é preciso coloca-los em prática, trabalhar duro, é preciso todo o esforço para que os resultados cheguem. Só dessa forma, a plenitude é alcançada e o preenchimento de luz e do Divino é total e garantida.
Através dos estados alterados nós alcançamos uma experiência divina, acessamos uma fonte de Sabedoria Superior, curamos nosso corpo, nos conhecemos melhor através das visões e expandimos a nossa consciência.  Assim, alcançamos a plenitude do nosso ser, e conseguimos nos conhecer e nos preenchermos de luz que somente o alto oferece.
Essas plantas nunca podem ser confundidas com drogas que causam a dependência e colocam em risco a saúde de quem as usa.  A Planta é criação de Deus, a droga é criação do homem.



Trabalho por :  

Obàaláse Oluwo Willer Almeida 
Erelú Iyá Òsún Fatima Gilvaz


Pesquisa :

- Wasson
- Mckenna
- Vários sites sobre o assunto

Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Visite os Blog's :  ifaorisaefunlase.blogspot.com
                               mestreraiodesol.blogspot.com
                               ifismo.blogspot.com.br

Contato : Brasil (21) 99713-3777  (WhatsApp)
                            (21) 99958-7230  (WhatsApp)

                 E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                           0021 1 786 303-0674  (WhatsApp)

quarta-feira, 18 de julho de 2018




Mulher,



"Chegou ao meio da vida e sentou-se para tomar um pouco de ar. Não sabia explicar. Não era cansaço, nem estava perdida. Notou-se inteira pela primeira vez em todos esses anos. Parou ali, entre os dois lados da estrada e ficou observando as margens da sua história, a estrada da vida ficando fininha, calando-se de tão longe que ia.

Estava em paz observando a menina que foi graciosa, cheia de vida. Estava olhando para si mesma e nem notou. Ali, naquele instante estava recebendo um presente. Desembrulhava silenciosamente a sabedoria que tanto pediu para ter mais.

Quando a mulher chega à metade da estrada da vida, começa lentamente a ralentar o passo. Já notou como tem gente que adora conturbar a própria rotina, alimentar o próprio caos? Ela não.
Não mais.
Deixa que passem, deixa que corram, a vida é curta demais para acelerar qualquer coisa.  Ela quer sentir tudo com as pontas dos dedos, ela quer notar o que não viu da primeira vez.  Senhora do seu próprio tempo.
Percebeu, à metade da vida, que caminhou com elegância, que viveu com verdade, que guiou a própria sombra na estrada em direção ao amor.  E como amou !   Amor por si, pelos outros, amou em dobro, amou sozinha, amou amar.  

A mulher ao centro da vida traz a leveza que os anos teceram, pacientemente. Escuta bem mais, coloca a doçura à frente das palavras, guarda as pessoas com preciosismo. Aquela mulher já perdeu pessoas demais.

Ao meio da estrada, ela já não dorme tanto, mas sonha bem mais.  Sonha pelo simples exercício de sonhar.  Sonha porque notou que é o sonho que tempera a vida.  Aprendeu a parar de ficar encarando as linhas do corpo.  Seu espírito teso, seu riso aberto, sua fé gigante não têm rugas, nem celulite, sem encanação.  Descobriu que o segredo é prestar atenção no melhor das coisas, nas qualidades das pessoas, nas belas costas que tem e deixá-las ao alcance da vista dos outros.

Sentada ali, ao centro da própria vida, decidiu seguir um pouco mais. Há mais estrada para caminhar, mais certezas para perder, mais paixão para trilhar. Não há dádiva maior do que compreender-se, que encontrar conforto para morar em si mesmo, que perdoar-se de dentro pra fora.  Ao centro da vida ela descobriu que a gente não se acaba, a gente vai mesmo é se cabendo, a cada ano um pouco mais."


Diego Engenho Novo



terça-feira, 17 de julho de 2018



Meu nome é  Felicidade.
Sou casada com o Tempo.

Ele é responsável pela solução de todos os problemas, ele constrói corações, ele cura machucados, ele vence a tristeza…
Juntos, eu e o Tempo tivemos três filhos: a Amizade, a Sabedoria, e o Amor.

A Amizade é a filha mais velha. Uma menina linda, sincera, alegre.
A Amizade brilha como o sol.
A Amizade une pessoas, pretendendo nunca ferir, sempre consolar.

A do meio é a Sabedoria.  Culta, íntegra, sempre foi mais apegada ao pai, o Tempo.
A Sabedoria e o Tempo andam sempre juntos!

O mais novo é o Amor.
Ah! Como esse me dá trabalho!
É teimoso, às vezes só quer morar em um lugar…

Eu vivo dizendo:  Amor, você foi feito para morar nos  corações, não em apenas um só.  O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo.
Quando ele começa a fazer estragos eu chamo logo o pai dele, o Tempo, e aí o Tempo vem fechando todas as feridas que o Amor abriu!

E tudo no final sempre dá certo, se ainda não deu, é porque não chegou o final.
Por isso, acredite sempre no Tempo, na Amizade, na Sabedoria e no Amor.
Aí, quem sabe, eu, Felicidade, não bato à sua porta.

Palavra de hoje:  Tempo

Tudo no Tempo de Deus e não no nosso!!!


Autor desconhecido.




Visite o nosso SITE:  www.efunlase.com
Visite os Blog's :  ifaorisaefunlase.blogspot.com
                               mestreraiodesol.blogspot.com
                               ifismo.blogspot.com.br

Contato : Brasil (21) 99713-3777  (WhatsApp)
                            (21) 99958-7230  (WhatsApp)

                 E.U.A. 0021 1 305 998-9214  (WhatsApp)
                           0021 1 786 303-0674  (WhatsApp)