Pesquisar no blog

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

COMPROMETIMENTO E RESPONSABILIDADE RELIGIOSA



Não é coisa fácil explicar porque algumas pessoas submetem-se entusiasticamente à lei religiosa, as pessoas escolhem as religiões rígidas devido aos benefícios imensuráveis que sua devoção lhes proporciona, não na vida futura, mas aqui e agora.

As normas rígidas desencorajam os aproveitadores, aqueles que minam os esforços do grupo tirando proveito mais do que contribuem. Um Templo rígido é aquele no qual os membros pouco comprometidos são eliminados. Devemos avaliar nosso comprometimento, dedicação e doação ao caminho escolhido por nós.

Uma comunidade profundamente envolvida e disposta a prestar assistência mútua, é movida pela mesma força e pelo mesmo sonho.

Quando nascemos, o primeiro contato que temos com o mundo, é junto à família. De uma maneira geral, e independentemente da classe social, todos nós somos alertados sobre a existência, e as diferenças, entre o bem, e o mal.
O respeito, os valores, o aprendizado com pais e irmãos, vai despertando aos poucos, a sensação de que não somos a prioridade do mundo: apenas fazemos parte dele.Aprendemos a conviver com as diferenças, preferências, justiças e injustiças.
Neste processo, só iremos perceber o proveito que tiramos das lições que a vida nos ensina, quando tivermos a certeza de que o verdadeiro crescimento acontece principalmente, nas horas difíceis.

Ocorre que em um determinado momento da história, o ser humano começou a buscar comodidade para sua vida, sem se dar conta de que haveria um custo a ser pago num futuro próximo: preferiu acreditar que poderia construir a sua independência perante Deus: passou a querer, o Impeachment Divino!

Acabou mixando todos os valores que sustentavam o equilíbrio entre o racional
e o emocional, desregulando a balança da Natureza, provocando uma acirrada confrontação entre o sonho e a ilusão.
A busca sincera para com DEUS, passou a existir timidamente. Outras vezes, é nítida a impressão da visitação aos Templos, mais voltada a um programa de domingo, do que pela devoção espontânea e  pelo amor a DEUS.

Quem criou quem? DEUS criou o homem à sua imagem, ou foi o homem quem criou DEUS, para poder explicar tudo aquilo que lhe era e ainda é desconhecido?

Cientificamente ou filosoficamente falando, isso não interessa! O que realmente importa, é que DEUS existe, e supre para muitos, a falta de compreensão e das injustiças, através da maior força existente dentro de cada um: o Amor.


A falta de contato com a religião, cria uma distância dos valores morais, e religiosos: o sentimento de fraternidade deixa de existir. A conjugação passa a existir somente na primeira pessoa.  Por isso precisamos avaliar o que realmente importa e a até que ponto estamos realmente comprometidos com o alto e com nós mesmos.

7 comentários:

  1. Ase! Kabiyesi Obaala aboru aboye Oluwo. Mojuba Iya Osun aboru aboye Iyanifa Fumi Lolá! Mojuba Iya Otun Oba aboru aboye Iyanifa Gbemi Solá! Obrigada pelos ensinamentos!

    ResponderExcluir
  2. Ìbà 'Baala. Aboru, Aboye Oluwo.

    Qual a (s) consequência (s) para atitude do falso comprometimento?
    O que pode estar após a curva para aqueles que acham que podem enganar a divindade?
    O senhor poderia comentar o Ese de Oyeku L'Ogbè:

    O que fazemos em segredo
    Que Olódùmarè não está ciente
    Esta foi a declaração de Ifá para Jénmí
    O filho de Òşún
    O que estamos fazendo em segredo
    Que Olódùmarè não está ciente
    Esta foi a declaração de Ifá para Èmílaáyín
    O filho de Ợbàtálá (Òrìṣànlá)
    Jenmi, você é o filho de Òşún
    Èmílaáyín, você é, concretamente, o descendente de Ợbàtálá
    Em todas as questões ocultas
    Ifá irá expô-los e trazê-los as claras.
    Ase.

    Ire aiku, Obà.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ki Gbá Asé ! Agbo Ató !

      Para aquele que pensa que pode enganar a Divindade, a única consequência é que ele nunca vai conseguir encontrar realmente a Divindade.
      O Falso comprometimento é consigo mesmo. O comprometimento e a responsabilidade religiosa é sua escolha, como tudo na vida, e quando fazemos escolhas, precisamos arcar com elas e com suas consequências. Se fingirmos um comprometimento, então a nossa vida é um vingimento. O falso comprometimento afasta a Divindade.

      Olódùmarè, o Deus Supremo, fez tudo e todos; como não estar ciente de tudo o que acontece ?
      Nada, absolutamente nada, foge aos olhos e ao juízo de Olódùmarè. Tudo o que somos e o que fazemos, mesmo em segredo, nunca foge a Olódùmarè.
      Ifá é a palavra de Deus (Olódùmarè), logo, nada foge a Ifá; tudo é trazido e exposto em Ifá.
      Asé !

      Excluir
  3. Adupè Obà.
    Aboru, aboye Oluwo.
    Ire aiku Obà.

    ResponderExcluir